Existe cirurgia para correção do lóbulo da orelha?

Existe cirurgia para correção do lóbulo da orelha?

Por: - Cirurgião Plástico e Presidente da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - CRM/SC 8130 RQE 2674
Publicado em 26/07/2018 - Atualizado 09/02/2019

A cirurgia para correção do lóbulo da orelha é indicada para pessoas de qualquer idade e consiste em um procedimento reparador. O rasgo no lóbulo é uma situação de incômodo e constrangimento em muitas pessoas, que podem reconstruí-lo, por meio de um procedimento conhecido como lobuloplastia. Na maioria das vezes, a laceração da orelha se dá pelo uso de brincos pesados, acidentes ou até mesmo o uso de alargadores.

Como é feita a cirurgia de correção do lóbulo da orelha?

Este é um procedimento considerado rápido, levando entre 30 minutos e 1 hora para ser realizado. Não há necessidade de internação para esta cirurgia, e após a correção, o paciente pode retornar ao trabalho em um dia, com os respectivos cuidados e curativos indicados pelo médico especialista.

 

Para o pós-operatório, algumas recomendações são importantes:

 

  • é possível retornar às atividades corriqueiras normalmente no dia seguinte ao procedimento;
  • permanecer com o curativo fechado de um a dois dias após o procedimento, dependendo da orientação médica;
  • usar apenas brincos de pressão por, no mínimo, três meses;
  • após três meses do procedimento, é possível fazer um novo furo, evitando o local onde o lóbulo foi reconstruído.

Como é a cicatriz resultante da cirurgia?

Os resultados imediatos podem ser vistos após 30 dias do procedimento. No entanto, os resultados definitivos serão percebidos próximo aos seis meses de pós-operatório. Dessa forma, a cicatriz da reconstrução do lóbulo permanece visível no local do rasgo, mas sempre muito discreta.

Escolhendo o melhor cirurgião

Embora a correção do lóbulo da orelha seja um procedimento simples, é muito importante que seja realizada com um cirurgião plástico de confiança. Da mesma forma, é fundamental que haja sinceridade com o médico, assim como a verificação do paciente em relação ao profissional.

 

Um profissional certificado pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) assegura um procedimento de maior confiança. Isso se dá pela formação certificada e rigorosa e a consequente habilitação para a realização de qualquer tipo de cirurgia plástica.

 

Além disso, a execução de procedimentos serão feitos apenas em instalações médicas credenciadas, com equipamentos de qualidade e seguido de uma equipe totalmente treinada para qualquer intercorrência.

Conteúdo revisado por:
Cirurgião Plástico e Presidente da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - CRM/SC 8130 RQE 2674

Formado em medicina pela UFSC e mestre em Cirurgia Plástica pela USP, o Dr. Evandro Parente é membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e presidente da SBCP-SC

Inscreva-se em nossa newsletter

Receba mais informações sobre cuidados para a saúde em seu e-mail.