Redução de Mama

Redução de Mama

Também conhecida como ginecomastia, a redução de mama para os homens é a correção cirúrgica das glândulas mamárias demasiadamente desenvolvidas ou grandes.

É indicada para mim?

A cirurgia de ginecomastia é um procedimento individualizado e você deve fazê-lo para si mesmo, não para satisfazer os desejos de outra pessoa ou para tentar se adaptar a qualquer tipo de imagem ideal.

Este procedimento será uma boa opção para você se:

  • você estiver fisicamente saudável e com peso relativamente normal,
  • você tem expectativas realistas,
  • o desenvolvimento da mama se estabilizou,
  • você se sente incomodado com a sensação de que suas mamas são muito grandes.

Os adolescentes podem se beneficiar da cirurgia, embora procedimentos secundários possam ser necessários, futuramente, devido à continuidade do desenvolvimento da mama.

Preparando-se para a cirurgia

Previamente à cirurgia, pode ser necessário:

  • fazer exames de laboratório ou avaliação médica,
  • tomar certos medicamentos ou ajustar seus medicamentos atuais,
  • parar de fumar bem antes da cirurgia,
  • evitar tomar aspirina, anti-inflamatórios e medicamentos naturais, pois podem aumentar o sangramento.

Procedimento cirúrgico

O que acontece durante cirurgia de correção de ginecomastia?

A cirurgia plástica para corrigir a ginecomastia é tecnicamente chamada de mamoplastia redutora, reduz o tamanho da mama e melhora o contorno do tórax.

Em casos graves de ginecomastia, o tecido mamário em excesso pode fazer com que as mamas fiquem flácidas e a aréola alargada (pele escura ao redor do mamilo). Nestes casos, a posição e o tamanho da aréola podem ser cirurgicamente melhorados e a pele em excesso retirada.

Anestesia

Medicamentos são administrados para seu conforto durante o procedimento cirúrgico. As opções incluem sedação intravenosa e anestesia geral. Seu médico irá recomendar a melhor opção para você.

Lipoaspiração

Nos casos em que a ginecomastia é, principalmente, o resultado de excesso de tecido adiposo, somente técnicas de lipoaspiração podem ser utilizadas. Tal situação requer a inserção de uma cânula, um tubo oco fino, através de uma pequena incisão. A cânula é movida para trás e para frente num movimento controlado para soltar o excesso de gordura, a qual é, então, removida do corpo por meio de sucção a vácuo.

Há várias técnicas de lipoaspiração que podem ser utilizadas, a mais adequada para o seu caso será definida por seu cirurgião.

Excisão

Técnicas de excisão são recomendadas onde o tecido glandular mamário ou excesso de pele devem ser removidos para corrigir a ginecomastia. A excisão também é necessária se a aréola precisar ser reduzida, ou o mamilo reposicionado para se obter um contorno natural. Padrões de incisão variam dependendo das particularidades anatômicas do paciente e da preferência do cirurgião. Algumas vezes, a ginecomastia é tratada com lipoaspiração e excisão.

Recuperação pós-operatória

Após a cirurgia, um curativo cobrirá suas incisões e bandagem elástica ou malha podem ser usadas para diminuir o inchaço e dar sustentação à mama operada.

Um dreno pode ser temporariamente colocado sob a pele para drenar qualquer excesso de sangue e de fluido que possam acumular.

Fonte: Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica