Abdômen

Abdômen

É um procedimento feito para remover o excesso de gordura e de pele, e, na maioria dos casos, restaurar os músculos enfraquecidos ou separados, criando um perfil abdominal mais suave e tonificado.

É uma boa opção para você se:

  • você for saudável e não possuir qualquer doença que possa prejudicar a cicatrização ou aumentar o risco da cirurgia;
  • você não fuma;
  • você tem perspectiva positiva e expectativas realistas sobre a cirurgia.

Embora os resultados de um procedimento de abdominoplastia sejam tecnicamente permanentes, o resultado positivo pode diminuir muito devido a oscilações significativas de peso. Por esta razão, pessoas que estão planejando perder peso substancial ou mulheres que consideram futuras gestações são aconselhadas a postergar a cirurgia.

Preparando-se para a cirurgia

Previamente à cirurgia, pode ser necessário:

  • fazer exames de laboratório ou avaliação médica;
  • tomar certos medicamentos ou ajustar os medicamentos atuais;
  • parar de fumar bem antes da cirurgia;
  • evitar tomar aspirina, anti-inflamatórios e medicamentos naturais, pois podem aumentar o sangramento.

O que acontece durante a cirurgia?

Procedimento cirúrgico

Etapa 1- Anestesia

Medicamentos são administrados para o conforto do paciente durante o procedimento cirúrgico. As opções incluem sedação intravenosa e anestesia geral. O médico irá recomendar a melhor opção.

Etapa 2 – Incisão

O procedimento completo da cirurgia de abdominoplastia requer uma incisão horizontal entre a linha do púbis e umbigo. A forma e o comprimento da incisão são determinados pelo grau de correção necessário. Através desta incisão, os músculos abdominais enfraquecidos são reparados e suturados, enquanto o excesso de gordura, de tecidos e de pele são removidos. Uma segunda incisão, em torno do umbigo, pode ser necessária para remover o excesso de pele na parte superior do abdômen.

Etapa 3 – Fechando as incisões

Suturas, adesivos de pele, fitas ou clipes são usados para fechar as incisões na pele.

Etapa 4 – Resultados

O procedimento  irá resultar em um contorno abdominal mais suave e tonificado, mais proporcional ao corpo e ao peso.

Os resultados finais podem ser obscurecidos pelo inchaço e pela incapacidade do paciente em ficar totalmente na vertical até que a cicatrização interna seja finalizada. Dentro de uma semana ou duas será possível ficar totalmente em pé e estar mais confiante com o novo perfil.

Recuperação pós-operatória

Após a cirurgia, curativos ou bandagens podem ser aplicados sobre as incisões e você pode ser envolto em uma bandagem elástica ou de compressão para minimizar o inchaço e sustentar os novos contornos do abdômen à medida que cicatrizam. Um dreno pode ser temporariamente colocado sob a pele para drenar qualquer excesso de sangue e de fluido que possam acumular.

Fonte: Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica