Cirurgia para Homens

Cirurgia para Homens

Atualmente, a sociedade cultua a aparência jovem e saudável. E, cada vez mais, homens, de todas as idades e de todas as classes sociais, querem se submeter à cirurgia plástica por razões estéticas: ter um nariz mais proporcional, o rosto rejuvenescido, a cintura menos marcada. Os procedimentos utilizados para que se alcancem estes objetivos devem levar em consideração fatores tais como a espessura da pele, o crescimento da barba e o tipo do corpo.

Procedimentos realizados na cirurgia para homens

Lipoaspiração e Contorno Corporal

A forma ideal para o corpo masculino é a atlética, com ombros e tórax largos, abdômen tonificado e área estreita de quadril e de coxa. No entanto, à medida que o homem envelhece, as áreas de gordura tendem a se acumular em torno do abdômen, nas laterais (“pneuzinhos”), na área do peito (condição chamada ginecomastia), e ao longo do queixo e do pescoço. Muitas vezes, os homens se submetem à lipoaspiração para remover estas áreas de gordura.

Em muitos casos, apenas a lipoaspiração, efetivamente, remove a gordura, ou seja, a realização de qualquer outro procedimento pode ser dispensada. Um dos motivos é o de que os homens mantêm a elasticidade da pele mais tempo do que as mulheres. A gordura que possuem abaixo da pele também tende a ser mais firme e mais vascularizada que a das mulheres. Devido a estes e a demais fatores, a lipoaspiração em homens é, geralmente, muito eficaz.

Já os homens que têm flacidez de pele, bem como áreas de gordura em excesso, optam por um procedimento de excisão tradicional (remoção cirúrgica da pele), além da lipoaspiração. A excisão também pode ser realizada em pacientes com ginecomastia causada, principalmente, pelo tecido glandular e não pela gordura.

Redução de Abdômen

A abdominoplastia pode ser a opção de homens que têm pele abdominal em avental (geralmente resultado de perda de peso maciça), músculos abdominais flácidos e/ou hérnias negligenciadas. É um procedimento cirúrgico que remove o excesso de gordura, comprimi os músculos da parede abdominal e reduz a cintura.

Homens que se submetem à abdominoplastia são, muitas vezes, surpreendidos pelo longo período de recuperação. Alguns pacientes voltam a trabalhar até quatro semanas após a cirurgia.

Nos últimos anos, os cirurgiões plásticos têm desenvolvido formas de melhorar o contorno muscular com implantes. Os de panturrilha, originalmente desenvolvidos para restaurar o contorno da perna de vítimas de acidente e de poliomielite, agora são usados para dar outro contorno à perna. Da mesma forma, os implantes peitorais, utilizados para construir o tórax de homens com síndrome de poland, também podem ser usados para aumentar os músculos peitorais em homens saudáveis.

Planejando a cirurgia

A boa comunicação entre paciente e cirurgião plástico é essencial para o planejamento da cirurgia. Na primeira consulta, o cirurgião plástico informa sobre o procedimento e questiona sobre quais resultados são esperados. É importante o homem deixar de lado qualquer constrangimento que possa sentir e, falar, abertamente, sobre os resultados que gostaria de obter. O cirurgião, também, avalia a saúde geral, faz exames físico e pré-operatório, tira fotos e explica quais técnicas cirúrgicas são as mais adequadas. Também discute o tipo de anestesia a ser usada, o local onde a cirurgia será realizada, os possíveis riscos e os custos envolvidos no procedimento.

É importante ter expectativas realistas sobre a cirurgia. O procedimento pode oferecer melhora significativa, mas não a perfeição. A idade e a saúde desempenham papel importante na qualidade do resultado.

Cirurgia Facial

Antes da cirurgia facial ou no pescoço, o cirurgião avalia toda a região da cabeça, do pescoço e do rosto.

Em geral, sabe-se que a pele do rosto masculino tem um suprimento mais rico de sangue que a pele do rosto feminino. Rostos masculinos sangram mais durante a cirurgia e têm risco maior de formar hematoma após a cirurgia. Além disso, qualquer cicatriz resultante de uma cirurgia é mais difícil de ser escondida nos homens, pois não usam maquiagem ou possuem um corte de cabelo capaz de camuflar a cicatriz, como muitas mulheres fazem.

A área da papada, abaixo do queixo, também costuma ser uma preocupação de muitos homens. Em pacientes mais jovens, somente a lipoaspiração pode ser suficiente para corrigir o problema. Pacientes mais idosos podem requerer um lifiting cervical, com remoção do excesso de pele e reposicionamento dos músculos, que são mais espessos do que o das mulheres, mas não representam um desafio maior para o cirurgião plástico.

Tratamentos para a Pele

Estes procedimentos removem as camadas superficiais da pele e podem deixar o rosto sensível, inchado e rosa brilhante, por várias semanas, após a cirurgia.

Alguns homens ficam contentes que o crescimento da barba pode ajudar a esconder o rosado da pele. É necessário ficar três semanas sem fazê-la após o peeling químico ou dermoabrasão.

 

O médico pede ao paciente, também, para não ingerir bebidas alcoólicas por cerca de quatro semanas. O álcool faz com que as áreas tratadas da pele tornem-se visivelmente vermelhas e coradas.

Alteração das características faciais

Os procedimentos estéticos, tais como a cirurgia de pálpebras, cirurgia de nariz e implantes faciais, são realizados, essencialmente, da mesma maneira em homens e mulheres. No entanto, é importante que o cirurgião saiba qual é o visual desejado: queixo com melhor projeção, maçãs do rosto mais salientes, nariz mais marcante.

Transplante de cabelo faciais

O transplante capilar, geralmente, é feito em vários procedimentos cirúrgicos, com longos intervalos de recuperação. Um tratamento pode durar de dezoito meses a dois anos ou mais, e as incisões ou os locais do transplante podem ficar visíveis, especialmente nas fases iniciais do processo.

Após a cirurgia

Os dias e semanas subsequentes a qualquer cirurgia são fundamentais para a obtenção de um bom resultado cirúrgico. Portanto, é essencial seguir as recomendações de médico:

  • ausentar-se do trabalho pelo tempo determinado;
  • usar bandagens ou malhas de compressão;
  • descansar;
  • não se expor ao sol;
  • não ingerir álcool;
  • não fumar;
  • evitar atividade extenuante (exercício físico, esportes e até mesmo sexo).

Fonte: Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica