Cirurgia da Mão

Cirurgia da Mão

Se a sua mão tem alguma deformidade, a cirurgia da mão pode melhorar a sua condição. Este tipo de cirurgia, muito especializada, pode tratar doenças que causam dor e prejudicam a força, a função e a flexibilidade do punho e dedos. A cirurgia visa restaurar, próximo do normal, a função dos dedos e de mãos feridas por trauma ou corrigir anomalias presentes no momento do nascimento.

Quando é indicado fazer cirurgia da mão?

A cirurgia da mão é um procedimento individualizado e pode ser realizada em pessoas de qualquer idade. Será uma boa opção para você se:

  • você não tem condições médicas que possam prejudicar a cicatrização;
  • você não fuma;
  • você tem atitude positiva e expectativa realista do resultado cirúrgico;
  • você estiver determinado a seguir as recomendações do cirurgião plástico.

O que saber antes de se submeter à cirurgia

Em alguns casos, a cirurgia da mão é necessária para o tratamento de feridas. O sucesso e a segurança do procedimento cirúrgico dependem muito da sinceridade do paciente durante a consulta.

Procedimento cirúrgico

Etapa 1 – Anestesia

Alguns medicamentos são administrados para o conforto do paciente durante a cirurgia da mão. As opções incluem sedação intravenosa e anestesia geral. O médico recomenda a melhor opção para cada caso.

Etapa 2 – A incisão

Tratamento de trauma

A lesão mais comum na mão ou dedo traumatizado que requer cirurgia é a reparação do tendão. Quando um tendão é cortado, ele é explorado a partir do local da ferida original. O reparo do tendão recupera o tendão retraído e o reconecta usando técnicas cirúrgicas para restaurar a função e movimento.

Síndrome do túnel do carpo

A pressão sobre o nervo mediano no túnel do carpo deve ser aliviada para reparar esta condição. Uma incisão é feita a partir do meio da palma da mão ao punho, permitindo o acesso ao túnel do carpo, que pressiona o nervo. Um procedimento alternativo é a liberação endoscópica do carpo, feitacom incisões menores e uso de um microscópio cirúrgico ou endoscópio (um pequeno tubo flexível que contém uma luz e câmera).

Deformidades congênitas

Quando os dedos se fundem no nascimento, chamado de sindactilia, eles podem ser unidos somente por pele ou pela fusão parcial dos ossos. A cirurgia envolve a separação dos dois dedos para fornecer uma gama completa de movimento e aparência normal, bem como para permitir o crescimento normal do dedo. Técnicas como enxertos de pele ou procedimento de retalho local, tal como a zetaplastia, criam flexibilidade no local da incisão para o crescimento e movimento dos dedos.

O cirurgião plástico pode recomendar uma técnica ou uma combinação de técnicas para que se atinjam os objetivos. Algumas destas técnicas incluem: microcirurgia, enxertos de pele, de osso, de nervos ou de demais tecidos a partir de partes saudáveis do corpo, zetaplastia e fisioterapia.

Etapa 3 – Fechando as incisões

Dependendo da condição e do tipo de tratamento, as incisões são fechadas com suturas removíveis ou não removíveis.

Etapa 4 – Resultados

Os resultados da cirurgia da mão aparecem gradualmente, à medida que o inchaço diminui e um bom trabalho com fisioterapeuta específico é realizado. O resultado final pode aparecer após vários meses.

Recuperação pós-operatória

Após a cirurgia, ataduras e micropores oclusivos podem ser aplicados para manter o local cirúrgico limpo e talas podem ser utilizadas, caso necessário.

Fonte: Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica