O que são procedimentos minimamente invasivos?

O que são procedimentos minimamente invasivos?

14/09/2016

Em linhas gerais, procedimentos minimamente invasivos são aqueles em que não é preciso realizar cortes ou grandes cortes para serem feitos. Na cirurgia plástica, são procedimentos que dispensam a necessidade de cirurgia, período de internação e têm poucas chances de resultar em complicações.

Outras vantagens dos procedimentos minimamente invasivos são causar o mínimo de dor e quase não afastar o paciente de sua rotina, da família ou trabalho. Quando exigem um tempo de recuperação adequado, como no caso do peeling químico profundo, esse período não excede 15 dias e o paciente pode repousar em casa.

Outro ponto importante é o custo, que é bem menor. No entanto, muitos dos procedimentos minimamente invasivos tem duração de curto e médio prazo. Nenhum é definitivo. Após um período, que pode ser de oito meses no caso da aplicação de toxina botulínica, é preciso repeti-los para manter o bom resultado do tratamento.

Mesmo assim, os procedimentos minimamente invasivos vêm mudando a maneira de pensar das pessoas sobre a cirurgia plástica, pois têm sido uma boa alternativa à cirurgia convencional porque promovem resultados semelhantes em um curto espaço de tempo.

Procedimentos minimamente invasivos não são para todos

Embora sejam muito democráticos e possam ser realizados em praticamente todas as pessoas, esses tipos de procedimentos dependem da prescrição de um cirurgião plástico para serem feitos. Somente o especialista pode determinar, dentro das possibilidades, qual é a ideal para cada caso.

Para cada procedimento minimamente invasivo há uma indicação:

Dermoabrasão

É usada para melhorar a aparência da pele da face com cicatrizes de acidentes ou de cirurgias prévias, bem como para suavizar rugas faciais superficiais. Deve ser realizada com muito cuidado em pessoas de pele negra, asiática e com tez escura, pois podem descolorir permanentemente e ficar com manchas após o tratamento.

Laser

Reduz rugas faciais, cicatrizes e manchas. A remoção gradativa da pele danificada diminui as chances de haver hipopigmentação ou clareamento da pele.

Peeling Químico

A pele irregular, enrugada, manchada ou com cicatrizes pode ter a textura suavizada com  o peeling químico, que utiliza uma solução química para remover as camadas exteriores da pele que estão danificadas.

Plasma Rico em Plaquetas

O Plasma Rico em fatores De Crescimento (PRFC) ou Plasma Rico Em Plaquetas (PRP) consiste em aplicar as próprias proteínas de crescimento celular do paciente em diferentes áreas do corpo para favorecer seu rejuvenescimento.

Preenchimento Cutâneo

Preenchimentos dérmicos injetáveis são usados para aumentar lábios finos, melhorar contornos superficiais, suavizar rugas faciais, eliminar rugas e melhorar a aparência das cicatrizes, mas não param o processo de envelhecimento.

Toxina Botulínica

A forma cosmética da toxina botulínica é uma injeção não cirúrgica que temporariamente reduz ou elimina linhas de expressão, rugas na testa, pés de galinha perto dos olhos e bandas grossas no pescoço.
Qualquer que seja o tratamento recomendado, é importante realizá-lo sempre com um cirurgião plástico que seja membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), pois são eles os médicos especialistas certificados para efetuá-los de forma correta e segura.