Existe diferença entre lipoaspiração e lipoescultura?

Existe diferença entre lipoaspiração e lipoescultura?

25/11/2016

A resposta é: não. De acordo com a descrição usada pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), a diferença entre lipoaspiração e lipoescultura está apenas no nome. A lipoescultura é somente outra nomenclatura para lipoaspiração, que tem como objetivo remodelar áreas específicas do corpo e remover o excesso de depósitos de gordura, melhorando os contornos do corpo e a proporção.

Os depósitos de gordura localizada podem ocorrer devido a características genéticas e falta de controle do peso, mesmo em pessoas que praticam exercício físico. As partes do corpo que podem ser tratadas pela lipoaspiração incluem coxas, braços, pescoço, cintura, costas, parte medial do joelho, peito, bochechas, queixo, pernas e tornozelos. O procedimento pode ser realizado de forma isolada ou em conjunto com outras cirurgias plásticas, como o facelift, a redução ou o aumento de mama e a abdominoplastia.

Mas atenção! A lipoaspiração não é um tratamento para a obesidade e não substitui a prática de exercícios físicos e bons hábitos alimentares. Boas candidatas para o procedimento são pessoas que apresentam áreas de gordura no corpo, mas se exercitam regularmente e estão com o peso adequado.

A diferença entre lipoaspiração e lipoescultura está somente no nome

Nem na forma de realização existe diferença entre lipoaspiração e lipoescultura. O procedimento é feito através de pequenas incisões, quase imperceptíveis. Uma solução líquida estéril é aplicada para reduzir o sangramento e o trauma. Em seguida, uma cânula (tubo oco e fino) é inserida através das incisões para deslocar o excesso de gordura através de um movimento suave.

A gordura deslocada é, então, aspirada para fora do corpo, utilizando um aspirador cirúrgico ou uma seringa ligada à cânula. Essa é a forma tradicional de se realizar a lipoaspiração, mas existem, atualmente, outras técnicas, que podem ser indicadas pelo cirurgião plástico de acordo com cada caso.

A melhora do contorno corporal será visível quando o inchaço e a retenção de líquido diminuírem. Com a adoção de hábitos mais saudáveis e a continuidade da atividade física, a paciente deve seguir perdendo o tecido adiposo em excesso naturalmente. Entretanto, o ganho de peso pode alterar os resultados obtidos com a cirurgia (por isso, é importante emagrecer antes da lipoaspiração, caso seja preciso).

Procedimentos adicionais podem ser necessários quando houver excesso de pele. A realização conjunta da lipoaspiração e outras cirurgias plásticas deve ser avaliada cuidadosamente pelo médico para evitar grandes traumas e um tempo muito longo de cirurgia, o que pode colocar a saúde da paciente em risco.