Conheça os tipos de cirurgia para tratar rugas

Conheça os tipos de cirurgia para tratar rugas

13/12/2016

Embora os procedimentos minimamente invasivos sejam geralmente recomendados quando se trata de envelhecimento da pele de forma mais ampla, existem algumas cirurgias plásticas que também têm como fim o rejuvenescimento facial (na maioria das vezes, tratam de uma região específica do rosto). A vantagem em relação aos procedimentos minimamente invasivos é que a cirurgia para tratar rugas tem efeitos mais duradouros (ainda que nenhum procedimento cirúrgico seja capaz de deter o processo de envelhecimento natural).

Neste artigo, falamos melhor sobre as alternativas que existem.

Quatro sugestões de cirurgia para tratar rugas

Blefaroplastia

Caso o incômodo seja maior na região dos olhos, a blefaroplastia pode ser indicada. A cirurgia de pálpebra melhora a aparência das pálpebras superiores e inferiores e proporciona aparência rejuvenescida na área ao redor dos olhos, fazendo com que o olhar pareça mais descansado.

O procedimento remove o excesso de depósito de gordura (que dá a aparência de inchaço), a pele frouxa ou a flacidez que cria dobras no contorno natural da pálpebra (às vezes, prejudicando a visão), remove o excesso de pele e rugas finas, corrige as bolsas sob os olhos e a queda das pálpebras inferiores.

Essa cirurgia para tratar rugas não pode ser realizada por pessoas que sofrem de condições oculares graves, como glaucoma, olho seco e descolamento de retina. Distúrbios na tireoide, doenças cardiovasculares, pressão alta, problemas circulatórios e diabetes devem ser informados ao cirurgião plástico anteriormente ao procedimento.

Lifting de sobrancelhas

Consiste na elevação e/ou reposicionamento dos supercílios. Pode ser realizado através de diversas técnicas, que se diferem pelas vias de acesso (local, através das pálpebras, pelo couro cabeludo ou com auxílio de vídeo-endoscopia) e pelos objetivos.

As incisões são feitas com planejamento para que as cicatrizes não fiquem tão aparentes. Essa cirurgia para tratar rugas, assim como as outras, não anula os efeitos da gravidade e do envelhecimento natural (que levam à frouxidão e ao descenso gradativo dos tecidos), apenas retardam esse processo.

Lifting de testa

O lifting frontal também reposiciona sobrancelhas baixas ou flácidas, além de tratar linhas de expressão e outros sinais de envelhecimento na região da testa. O objetivo é minimizar vincos na testa ou ao redor dos olhos, melhorar rugas entre as sobrancelhas, reposicionar a região frontal baixa ou flácida e elevar as sobrancelhas para uma aparência mais jovem.

O lifting frontal pode ser realizado através de um endoscópio (aparelho de vídeo cirúrgico) e instrumentos especiais inseridos em pequenas incisões feitas no couro cabeludo; sem o endoscópio e com incisões na região temporal, no couro cabeludo ou nas pálpebras superiores; ou através de uma incisão de orelha a orelha (chamada coronal). Os resultados apresentam uma testa mais lisa e aparência descansada, e as cicatrizes geralmente não ficam visíveis.

Lifting facial

É a cirurgia que melhora sinais do envelhecimento na face e no pescoço: flacidez, vincos profundos abaixo das pálpebras inferiores e ao longo do nariz até o canto da boca, gordura deslocada, perda de tônus muscular (que causa a papada), pele frouxa e excesso de depósitos de gordura sob o queixo e a mandíbula.

Todas as cirurgias acima podem ser feitas em combinação com outros procedimentos (cirúrgicos ou não) para melhores resultados, dependendo da necessidade de cada paciente. A proteção solar permanente ajuda a manter a aparência rejuvenescida. Além disso, um estilo de vida saudável também ajuda a prolongar os resultados obtidos com a cirurgia para tratar rugas.