Como fica minha rotina depois da cirurgia plástica

Como fica minha rotina depois da cirurgia plástica

09/02/2017

O número cada vez maior de pessoas que realizam uma cirurgia plástica pode dar a entender que esse tipo de operação seja um procedimento simples e isento de grandes riscos, quando não o é. Além disso, sua eficiência não depende somente do planejamento cirúrgico. A rotina depois da cirurgia plástica é bastante diferente da normal, mas a preocupação com os cuidados no pós-operatório previne possíveis complicações e garante um resultado mais rápido, seguro e satisfatório.

O corpo humano, após qualquer tipo de intervenção cirúrgica ou procedimento invasivo, precisa de um tempo para se recuperar. A cicatrização e a eliminação de líquidos consomem uma energia muito grande em um organismo debilitado depois de uma cirurgia. Por isso, é necessário seguir à risca a lista de recomendações médicas para o pós-operatório.

A rotina depois da cirurgia plástica é de repouso absoluto e cuidados

Alguns pacientes, às vezes, sentem-se recuperados e prontos para voltar a realizar suas atividades muito antes do prazo estipulado pelo cirurgião plástico. Entretanto, é preciso ser cauteloso, porque somente quem pode avaliar isso é o médico. A rotina depois da cirurgia plástica envolve algumas recomendações básicas. São elas:

  • não fumar por, pelo menos, 30 dias antes e depois da cirurgia plástica, pois dificulta a cicatrização e aumenta o risco de trombose e embolia pulmonar.
  • Fazer os curativos conforme a instrução médica. As cicatrizes devem ser lavadas com água e espuma do sabonete. O primeiro banho deve ser com água morna e deve haver um banquinho por perto, pois tonturas são muito comuns no primeiro dia. Caso haja náusea pela queda de pressão, repousar, sentada(o) ou deitada(o), por cerca de cinco minutos ou até a melhora.
  • Evitar exercícios, ginástica e movimentos que exijam força, porque as cicatrizes levam, pelo menos, 45 dias para estabilizar-se.
  • Realizar sessões de drenagem linfática, que podem auxiliar na recuperação e ajudar o organismo a realizar suas funções, acelerando os resultados. A massagem contribui na eliminação de líquidos e evita o aparecimento de fibroses. É muito indicada em pós-operatórios de cirurgias de grande porte, como abdominoplastia e lipoaspiração, por exemplo.
  • Comparecer às consultas depois da cirurgia e informar o médico sobre sua condição. É preciso saber por quanto tempo você terá de fazer o acompanhamento  periódico (esse prazo de acompanhamento médico pós-cirúrgico varia muito de acordo com o paciente e com a cirurgia).
  • Manter o ambiente de repouso sempre ventilado. O calor tende a aumentar o inchaço, mas isso pode ser resolvido. Fique longe de saunas e diminua a ingestão de sal, que também é responsável pela retenção de líquidos e surgimento de edemas.
  • Conservar a pele bem hidratada para prolongar os resultados. Não se deve frequentar a praia ou a piscina nas duas semanas iniciais. Nesta fase, a exposição direta ao sol pode causar consequências irreversíveis. Após esse período, proteja-se com filtro solar, roupas, chapéus e óculos escuros.
  • Tomar os remédios de acordo com a dosagem prescrita e nos horários indicados, para que o tratamento possa ser rápido. Analgésicos e anti-inflamatórios minimizam o desconforto causado pela dor, por exemplo.
  • Fazer acompanhamento psicológico, parte fundamental do processo de uma cirurgia plástica. O acompanhamento auxilia nas dificuldades que podem aparecer após o tratamento, reduzindo o grau de ansiedade.
  • Organizar-se para não ter que preocupar-se com serviço doméstico ou assuntos de trabalho. Neste período, seu corpo deve ser a prioridade. O cirurgião indicará o tempo necessário de repouso e ele deve ser respeitado. Tenha em mente que precisará de um período de descanso total, que varia de acordo com cada paciente e tipo de cirurgia realizada.
  • Quando a cirurgia for de colocação de próteses no bumbum (gluteoplastia): nas primeiras duas semanas, mantenha o uso da cinta, cobrindo toda a região dos glúteos. O acessório comprime a área e impede o inchaço, além de evitar o surgimento de hematomas e favorecer a cicatrização.
  • Quando a cirurgia for um lifting facial: nos primeiros dias, não mova exageradamente a musculatura da face. Não é recomendável ingerir alimentos que exijam muita mastigação, porque este é um exercício que força a área operada.
  • Quando a cirurgia for de redução das mamas (mamoplastia redutora): faça cinco minutos de massagem por dia em cada mama com o auxílio de cremes. Além disso, uma lâmina de silicone usada entre a mama e o sutiã evita que a cicatriz fique alta.
  • Quando a cirurgia for de aumento das mamas (mamoplastia de aumento): use um sutiã cirúrgico pelo período recomendado pelo médico.
  • Quando a cirurgia for de lipoaspiração: evite permanecer sentada por muito tempo e não use calcinhas com as laterais muito finas. Isso evita a formação de dobras na região operada. Uma cinta modeladora deve ser usada, conforme orientação médica.
  • Quando a cirurgia for de nariz (rinoplastia): dormir em travesseiro alto durante as primeiras semanas após a cirurgia alivia o desconforto e ajuda a reduzir o inchaço.
  • Quando a cirurgia for de orelha (otoplastia): use uma faixa de contenção durante um mês e evite óculos com hastes apertadas.
  • Quando a cirurgia for para retirar a “papada”: use uma faixa de contenção durante um mês.
  • Quando a cirurgia for de pálpebra (blefaroplastia): compressas simples de gaze com cubinhos de gelo feitos com soro fisiológico durante as primeiras 48 horas após a realização são benéficas para diminuir o inchaço.
  • Quando a cirurgia for de abdômen (abdominoplastia): é proibido esticar a região. Ao deitar-se, prefira fazê-lo de barriga para cima e sempre flexionando o joelho. Não se deve dormir de lado ou de bruços. O banho fica liberado 48 horas depois da operação. Uma cinta modeladora deve ser usada.

Esse é apenas um panorama de como é a rotina depois da cirurgia plástica. Entretanto, a melhor forma de saber como se comportar e o que fazer durante a recuperação é conversando e tirando dúvidas com o cirurgião plástico. Encontre um médico de confiança para consultar-se.