Conheça as indicações de cirurgia plástica para combater o ronco

Conheça as indicações de cirurgia plástica para combater o ronco

30/11/2017

Para se combater o ronco de forma eficaz, é preciso, primeiramente, que o paciente consulte um médico otorrinolaringologista. Este especialista irá oferecer o diagnóstico correto e indicará qual a causa para o aparecimento do problema.

Ao se perder a qualidade do sono por causa do ronco, o organismo tem mais dificuldades em repousar e se restaurar para as atividades do dia seguinte. O ronco é um distúrbio que resulta, normalmente, da combinação do estreitamento da via aérea superior e do relaxamento da musculatura da faringe, orofaringe e língua, ocasionando, assim, o colapso da região durante o sono.

Antes de combater o ronco, conheça as suas causas

O ronco é tanto sintoma quanto causa de algum problema de saúde, e atinge um número relevante de pessoas. A condição pode se manifestar em qualquer fase da vida e representa um indício de uma série de patologias que podem envolver o aparelho respiratório.

Podem ser citadas, dentre as principais causas do ronco, ou o seu agravamento, as seguintes situações:

  • obstrução nasal causada por desvio de septo; por alterações externas ao nariz; por hipertrofia de adenoides e cornetos; por pólipos nasais; por insuficiência da válvula nasal; ou por alterações da estrutura nasal;
  • flacidez do palato mole, úvula e/ou faringe lateral;
  • hipertrofia de amígdalas e/ou da língua;
  • ptose (queda) da língua para região posterior da garganta;
  • presença de mandíbula pequena;
  • pescoço curto e com presença de gordura;
  • hipotireoidismo e bócio;
  • obesidade;
  • consumo de medicamentos como tranquilizantes, antialérgicos e relaxantes musculares;
  • consumo de bebida alcoólica;
  • tabagismo;
  • pouca atividade física e maus hábitos alimentares.

Como combater o ronco com a cirurgia plástica?

O tratamento do ronco por meio da cirurgia plástica é indicado quando se acredita que a causa do problema seja uma anormalidade passível de correção cirúrgica. Diversos pacientes que não encontraram solução para o ronco nas técnicas não-invasivas, optam pelo tratamento cirúrgico.

Conheça as principais cirurgias plásticas que ajudam a combater o ronco:

Rinosseptoplastia funcional

A rinoseptoplastia funcional é uma das cirurgias plásticas indicadas para combater o ronco. Quando a via aérea é prejudicada pela obstrução nasal ou há insuficiência das válvulas nasais, dependendo da anatomia do paciente, este tratamento apresenta maior eficácia.

Uvulopalatofaringoplastia (UPFP)

A uvulopalatofaringoplastia é umas das cirurgias mais comuns no tratamento do ronco e da apneia do sono. A cirurgia consiste, basicamente, na remoção das amígdalas e de um fragmento do palato mole, além de alguns pontos que abrem o espaço da faringe para prevenir a junção das estruturas que geram o ronco.

Faringoplastia lateral

A técnica consiste em mudar a posição do palato, mais conhecido como “céu da boca”, na faringe. A faringoplastia lateral aumenta o espaço látero-lateral da faringe e otimiza o resultado da UPFP.

Amigdalectomia

O procedimento se resume à retirada de amígdalas inflamadas que apresentam alterações periódicas em seu tamanho. A maioria das amigdalectomias é realizada em crianças, embora ela possa ser indicada para adultos, também. Quanto mais cedo for realizada a amigdalectomia, mais fácil será o pós-operatório e menores serão os riscos de complicações.

Rinoplastia estruturada

A técnica denominada rinoplastia estruturada tem como um de seus princípios básicos melhorar o sistema respiratório e fortalecer o esqueleto nasal por meio de enxertos e pontos de fixação. O procedimento serve, ainda, para separar a pele do nariz das estruturas ósseas e cartilaginosas, e esculpir as cartilagens e os ossos de forma simétrica.

Septoplastia

Os pacientes que são submetidos a este procedimento apresentam melhora em praticamente todos os sintomas nasais, principalmente o ronco. A septoplastia é a cirurgia realizada para corrigir o desvio de septo, causado por um excesso de ossos ou cartilagem no local. Na maioria das vezes, realiza-se o procedimento com anestesia geral.

Turbinoplastia

O procedimento visa a diminuição das “conchas nasais”, em casos bem selecionados de ronco. A grande vantagem da turbinoplastia é que ela pode ser realizada sob anestesia local.

Adenoidectomia

Adenoidectomia é o nome dado para a cirurgia que remove as glândulas localizadas entre o nariz e o céu da boca, denominadas adenoides. O procedimento é o único tratamento em casos de crescimento acelerado de carne esponjosa no local, a qual causa obstrução da respiração e ocasiona diversos problemas de saúde, como o ronco.

A experiência de um cirurgião plástico qualificado para realizar as cirurgias que combatem o ronco irá garantir que o paciente se submeta ao melhor procedimento. Por isso, uma das partes mais importantes na busca pela cura do ronco é a escolha de um profissional competente, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP).